sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Axe of the Dwarvish Lords

(postagem resgatada do blog antigo)


Bom pessoal, agora que voltei de São Paulo, vamos tocar lenha na fogueira!
Passeando num sebo na Teodoro Sampaio (Espaço do Livro – tel (11)3476-1180 – ainda tem coisa muito boa lá!), me deparei com algumas preciosidades, e hoje falarei da aventura que comprei: Axe of the Dwarvish Lords (AotDL, daqui pra frente).


Este item está presente na mitologia do D&D quase desde sua criação: em 1976, a arma apareceu no Eldritch Wizardry, o terceiro suplemento do primeiro D&D.
Com informações parcas, que mais tarde seriam expandidas em outros livros, a história do machado é contada em detalhes neste que seria o último suplemento da TSR a tratar do assunto (o livro saiu em 1999, e a TSR já havia sido comprada pela Wizards).


Book of Artifacts (1993)
 Escrito por Skipp Williams, co-criador da 3ed do D&D, o livro é interessante, assim como os outros da série “Tomes” (Return to the Tomb of Horrors e The Rod of Seven Parts). Fora algumas bizarrices da história, como o mago que tem como amante uma goblin, o livro trás idéias bem interessantes, como ataques em grupos por conta dos goblins, desde o famoso “montinho” (onde todos pulam em cima dos heróis) até regras para “volley fire”, que é um tipo de saraivada de flechas, com grandes chances de acertar até mesmo os guerreiros de alto nível!

versão Spellfire
O ódio do mago por anões e a temática “goblin & anões” trás também materiais bem interessantes, como um golem especializado em atacar anões, e até mesmo um agente de Diirinka, deus dos Derro (anões “do mal” que vivem nos Underdarks da vida).
O machado em si tem coisas bacanas, como uma lista de poderes, que abaca transformando aos poucos o usuário num anão. Facilmente adaptado à qualquer campanha, AotDL encaixa melhor em Greyhawk, na minha opinião, visto o passado já escrito deste item para o cenário.

Ainda comprei mais duas belezinhas, mas deixarei para a próxima.

Epic Level Handbook (2002, D&D 3ed). Mas que versão bizarra, hein?

Um comentário:

  1. esse machado é massa! vai rolar uma adaptacao pra OD nao?

    ResponderExcluir