sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Famosa tabelinha da 1ed

Muitos conhecem esta tabela, criada por Gygax e publicada no livro do mestre do AD&D 1ed. Pois bem, se tem uma coisa que certamente Gygax vai te ensinar, é olhar no dicionário. Com esse intuito, traduzi a tabela de prostitutas do DMG, usando também as descrições usadas neste blog.

São apenas interpretações, e nem estou entrando no mérito da validade da tabela. Apenas trago algo que bem ou mal faz parte da história do D&D.

clique para aumentar

9 comentários:

  1. Sério?? A descrição das prostitutas é misógena e depreciativa. Qual a diferença entre uma vagabunda, uma rameira, uma meretriz, uma piranha, e uma rapariga?? Para mim, é só uma brincadeira de mau gosto. E me desculpe mas quem usa tabela de encontros aleatórios (seja de monstros ou prostitutas) na minha opinião tem preguiça ou falta de imaginação para planejar uma boa aventura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "E me desculpe mas quem usa tabela de encontros aleatórios (seja de monstros ou prostitutas) na minha opinião tem preguiça ou falta de imaginação para planejar uma boa aventura."

      Ou encara o jogo de outra maneira.

      Excluir
  2. Perfeito pra usar com regras para orgias:
    http://trans-simian.livejournal.com/96492.html

    ResponderExcluir
  3. Como eu disse, não vou entrar no mérito da questão, mas sinta-se livre em expressar sua opinião, Pedro.

    ResponderExcluir
  4. Até jogando RPG existem os senhores do politicamente correto, dizendo que a tabela é misógina e blá blá blá....

    Hipocrisia e falta de senso a gente vê em todo lugar no Brasil.

    Me livrem dos malditos pseudo-intelectuais universitários metidos a reacionários que classificam as coisas como preconceituosas, escandalosas e corruptas; quando os mesmos não devolvem o troco da padaria ou se beneficiam em algo onde não deveriam, sujando-se pelas mínimas coisas.

    Hipocrisia e falta de senso... Lástima!

    E pra informação, o correto é misógino, com "i".

    ResponderExcluir
  5. Esta é uma tabela lendária, e uma curiosidade interessante que trouxestes. Já nem me lembrava dela...

    Não criemos problemas por causa disso; a tabela é uma curiosidade de uma época em que víamos muitas coisas que hoje soam um pouco estranhas, como o "mendigo" que era uma opção de classe de personagem.

    ResponderExcluir
  6. Eu creio que o universo fantástico, como tal, não se prende a politicamente correto ou a justificiamentos do mundo real (como essa idéia de perceber os orcs com um olhar diferente, de que eles não são ruins, apenas diferentes, blablablá), mas sim se prende aos clichês fantásticos existente na mídia e no imaginário.

    Com relação ao clichê "dama da noite de rua", vejo que o que é apresentado na tabela é perfeitos, pois com ou sem preconceito, muitos teriam essa idealização dos tipos apresentados.

    É claro que esses não são os únicos tipos de prostitutas existentes, mas a coletânea da tabela já me atende e muito. E mesmo que a pessoa não trabalhe com tabela aleatória, ainda vai achar muita utilidade, pois é possível escolher a dedo o clichê desejado na sua história.

    ResponderExcluir