quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

A (quase) derrota de Robilar

Encontrei essa história curiosa num velho blog que eu frequentava, o Pied Piper  Publishing.
Ao ser questionado sobre alguma derrota de Robilar (personagem de Rob Kuntz, um dos primeiros jogadores de D&D), Kuntz responde com alguns exemplos. Mas o que eu gostaria de trazer é o seguinte:

"Cheguei numa passagem do Castelo [NT: Greyhawk, presumo] contendo celas. Quando passei por uma, um wight surgiu, e não o vi passando. Ao invés de lutar eu corri adiante (ele me seguiu), e a passagem fez uma curva em U, revelando mais celas, e outro wight que surgira na minha frente. Então, um vindo por trás e um pela frente, e nenhum lugar para correr.
eu era do 3 nível! Vi minha perdição se aproximando, mas então...

A porta do estúdio de EGG abre violentamente, quase me acertando onde eu sentava, e Mary Gygax surge gritando para os céus que "Você está sempre jogando esse jogo!" (isso, é claro, durante oa fase de playtest, ainda não sabiamos o quão bem sucedido o jogo seria, etc, etc).
Ela continua gritando e fecha a porta com uma batida.

Gary simplesmente coloca sua mão na cabeça com a premissa de uma dor de cabeça e me olho nos olhos e diz: "Em 1 ou 2, foi tudo um sonho", e joga um dado e tira um 2. Ufa. Obrigado Mary!

Retornei mais tarde esse favor a Jim Ward e seu pc Bombadil depois de sua derrota nas mãos dos Dark Druids (seu castelo e personagens haviam sido dizimados), e isso é parte da história como escrita."

Um comentário:

  1. Hahaha, acho que nunca tive uma interrupção parecida como essa... Hahaha! :-D

    ResponderExcluir