terça-feira, 16 de junho de 2009

Ilusionists - David A. Trampier

Nova seção pessoal, dedicada aos ilustradores e suas obras! "Illusionist" é o cara que nos mostra algo que parece real, mas não é . Foi a melhor maneira que encontrei de nomear estes artistas que nos empolgam com suas ilustrações, contando histórias diferentes cada vez que as observamos.

Ilusionista de hoje: Dave T
rampier


"O Misterioso Desaparecimento de David A. Trampier!"

Este foi o título de um texto que encontrei num site enquanto procurava informaçõe sobre este grande artista dos tempos da TSR.

David A. Trampier, também conhecido como "Tramp" e "DAT", nasceu no ano de 1954, em Missouri.

Dizem que Dave frequentava o mesmo bar que alguns funcionários da TSR, e contra a vontade dos donos do bar, desenhava nas mesas e paredes. Um dia seu trabalho foi notado e foi então convidado a trabalhar como artista da equipe, em 1977.

Trampier tem muitos trabalhos conhecidos, mas dois dos meus favoritos são:

-Emirikol the Chaotic (1ed AD&D, Dungeon Master Guide, página 193)



Um homem fugindo a cavalo, enquanto aventureiros saem da taverna e se preparam para enfrentá-lo! Um cidadão cai pegando fogo e outros fogem de medo. Um guarda é acertado no peito por um raio mágico!

Bom, pelo menos é assim que eu vejo.
Essa é a magia das ilustrações presentes nos livros mais antigos. Você não tem bem como saber quem é "bandido" e quem é "mocinho". Alias, os próprios "mocinhos" as vezes são meio "bandidos", e vice-versa!

Emirikol nunca teve um background, mas muitos anos depois, uma aventura para 2ed chamada "A Paladin in Hell" (que por sinal, é inspirada numa outra gravura da 1ed) traz um wild mage de 24 nível chamado Emirikol, sem maiores backgrounds.
Em 2003 a Wizards of the Coast deu para os membros da RPGA um dado de 20 faces chamado "Fist of Emirikol", que em jogo seria um item mágico com poderes aleatórios, a la "deck of many things". Além do dado real, eles disponibilizaram um dado em pdf para imprimir e também uma versão virtual. (Clique aqui e confira)

-Capa do Players Handbook (1ed AD&D, Players Handbook, capa..óbvio)



As chances alguem ter visto esta estátua são boas: ela aparece na 1ed, 2ed, 3ed e até no Hackmaster!

O tão sonhado "rubi do tamanho de um punho - ou cabeça-" está ao seu alcance! Basta entrar num templo, matar alguns homens-lagarto e pronto!
Nesta figura, parece que o grupo esta decidindo o que fazer: estaria procurando outras salas ou o caminho para casa?

Na gravura da 2ed, os aventureiros entram pela janela, logo o caminho para fora parece meio óbvio. A 3ed tem duas gravuras, uma de uma briga de taverna, onde a estátua seria um tipo de fogueira, e outra um "close" de alguem roubando o olho da estátua (capa do Players Handbook II).

No Hackmaster eu ví a muito tempo, mas se a memória não me falha, está num tipo de livro dos monstros, e fala que seria uma estátua de um deus do fogo. Talvez seja um tipo de golem, não recordo ao certo.

A Otherworld Miniatures, especializada em miniaturas feitas a partir de ilustrações anteriores ao 2ed, conta também com uma representação desta misteriosa estátua.


Dave Trampier trabalhou para a TSR de 1977 até 1988. Além de ilustrações internas e capas, Tramp é responsável pelo Wormy, uma tirinha que aparecia na Dragon Magazine (da edição 9 até a 132) sobre um dragão e seus comparsas, tentando dar golpes nos outros e ficar com seus tesouros.

Mais uma vez, a TSR não soube tratar seus funcionários como deveria, e insatisfeito com a maneira que a TSR lidava com o Wormy como sua propriedade intelectual, David Trampier parou de enviar material para a revista. Apesar de alguns movimentos de fãs tentarem ajudar com a volta de Wormy e de Dave, as coisas nãod eram certo e ele simplesmente desapareceu.

Em 2004, um jornal fez uma entrevista com David Trampier, um taxista de Illinois. Sem mencionar nada sobre RPG ou arte, a matéria falava sobre a vida de um taxista norturno na cidade.

Contudo, uma foto de Dave acompanhava o artigo, e o mesmo fora reconhecido por pessoas mais chegadas, como Gary Gygax. Alguns chegaram a contatá-lo, mas Trampier disse que não tinha mais interesse nessa indústria e pediu educadamente que o esquecessem.

É uma pena, pois sua arte realmente sabe contar boas histórias!

5 comentários:

  1. Interessante a história dele... pena que deixou o ofício...

    Uma sugestão de artista que é bom pra cacete: Tony DiTerlizzi (o site dele: http://www.diterlizzi.com/)

    ResponderExcluir
  2. é..conheci o trabalho do cara no Planescape (vc nem gosta de Planescape, ne? ehehe), e ele realmente é um talento e tanto!

    Contudo, seu trabalho ficou mais conhecido com o 2ed, o que foge um pouco do tema do blog. Mas quem sabe, ne? abraço!

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da matéria. Espero pelas próximas!

    ResponderExcluir
  4. LordLuccaDebadware24 de junho de 2009 21:26

    Estou adorando os artigos. ESSE em especial chamou-me a atenção... acho que DAT ficou realmente chateado com o pessoal da TSR...

    ResponderExcluir
  5. Aquela estatua da capa do Players hanbbok é clássica

    ResponderExcluir